Start working with an company that can provide everything you need to generate awareness, drive traffic, connect with customers, and increase sales montes, nascetur ridiculus mus

Rua 68 c/ Rua 71

009-215-5596

Give us a call

mail@example.com

24/7 online support

(62) 3213-3320 secretaria@pipg.org Rua 68 c/ Rua 71

Deus nunca nos desampara!

Caro irmão, é fato que o fardo de sofrimentos que carregamos neste mundo caído, vez ou outra, recebe uma sobrecarga de dores. Às vezes, nossos sofrimentos familiares se unem aos sofrimentos no trabalho. Em outros momentos, nossas lutas financeiras se unem às dificuldades de relacionamento com nossos filhos. Neste mundo despedaçado por conta do pecado, convivemos e experimentamos situações em que nossos olhos se tornam pequenos para conter os rios de lágrimas que jorram deles.

A Igreja em tempo de Crise

"Elevo os meus olhos para os montes; de onde me vem o socorro?
O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra." Salmos 121:1,2
Saudações Irmãos e Igreja. Rogo ao Senhor que estejam todos na Graça e Paz abundante do Pai.
Quando nos aproximamos deste Salmo, podemos nos perguntar e meditar. Em que circunstância o Salmista estava, e o que ele sentia para buscar alívio na única fonte de socorro? Reflita.

O grande desastre e a surpreendente intervenção de Deus

Em 1939, logo no início da Segunda Grande Guerra, Norman Grubb, um dos líderes da WEC Internacional, organização missionária fundada por Charles Studd, escreveu aos missionários e igrejas relembrando que o Senhor “nos ensinou durante esses anos a manter os olhos fixos nele percebendo o seu trabalho para os seus gloriosos propósitos, mesmo durante o maior dos desastres”.
Grubb os convocou à persistência “na causa para a qual Ele nos chamou, a evangelização do mundo”. Reconheceu que os encontros nas grandes cidades não eram mais viáveis, mas que nada deveria impedi-los de encontrar outros meios de cumprir a missão. Falando sobre o conflito que ganhou proporções globais, afirmou que “esse grande evento retira todos os demais de nossa mente”, porém, os instruiu a perseverar no encorajamento mútuo, na edificação da igreja e na evangelização do mundo “unidos como um só corpo” e aguardando a “surpreendente intervenção de Deus” .